Digital Twin: o que é e como aplicar?

Digital Twin: o que é e como aplicar?

5 minutos de leitura

Digital Twin, ou Gêmeo Digital, é uma cópia digital de alta fidelidade de um sistema ou objeto. Com ele, é possível prever as consequências de determinadas ações e encontrar meios para reduzir custos e aumentar a eficiência da operação.

Esse conceito é mais um dos que ganharam força com a transformação digital, uma realidade com a Indústria 4.0. O Digital Twin é uma inovação que ajuda  a empresa no processo de desenvolvimento, avaliação e aprimoramento de seus produtos.   

Para aplicar o conceito na sua empresa, é necessário preparo e entender bem esse conceito. Nesse artigo, vamos te explicar sobre o Gêmeo Digital e como empregá-lo na sua empresa.

Confira a seguir:

  • O que é Digital Twin
  • Como aplicar o Digital Twin
  • Como o MATLAB & Simulink podem ajudar nisso?

Vamos nessa?!

 

O que é Digital Twin?

O processo até lançar um produto pode ser longo. Às vezes exige muitas etapas e testes, incluindo a criação de protótipos físicos. O Digital Twin é um protótipo replicado, até os mínimos detalhes, só que digitalmente. Ele é uma versão digital do produto real que a empresa está desenvolvendo.

Esse tipo de aplicação é feito por meio de softwares específicos, sendo que o modelo virtual criado auxilia na compreensão de diversas nuances do projeto e a prever falhas ou problemas no produto. 

A tecnologia realiza diversas simulações numéricas em que se torna possível testar o produto ainda na etapa de desenvolvimento.

Essa aplicação é muito importante para garantir o bom desempenho, a eficiência dos produtos e, de quebra, ainda reduzir custos durante o desenvolvimento. Com as ferramentas certas para criar seu Digital Twin, as possibilidades de testes para o seu modelo são ilimitadas. 

Veja também:

Como usar o MATLAB para Inteligência Artificial

Há três formas de aplicar o Digital Twin: no produto, no desempenho e na produção. Vejamos cada uma:

 

1. No produto

No produto, os Digital Twins ajudam o setor operacional e de estatística a analisar a performance do produto em vários cenários e condições. É uma réplica fiel (digital) de como aquele artigo será em sua forma material.

 

2. No desempenho

No desempenho, o objetivo é otimizar processos internos e, no futuro, essa melhoria nos processos venha a beneficiar a produção e o acompanhamento dos produtos físicos.

 

3. Na produção

Já na produção, o gêmeo digital trabalha de forma ampla e considera todo o processo de criação de um sistema de produção. Por meio dele, é possível analisar os mínimos detalhes do fluxo de operação: desde a manutenção preventiva, até a capacidade de produção e ociosidade da operação.

Veja também:
Tecnologia industrial: o que é e como aplicar para automação

Como aplicar o Digital Twin

Para fazer a aplicação de forma correta e eficiente, é preciso entender que o Digital Twin precisa se valer de várias tecnologias para ser criado. Confira as tecnologias mais usadas para desenvolvê-lo. 

 

1. Inteligência artificial

Para o Digital Twin, a Inteligência Artificial (IA) pode ajudar a empresa a prever condições de uso e a encontrar possíveis falhas no produto, desempenho ou produção. A IA aprimora e encontra respostas para otimizar a operação.

 

2. Machine Learning

O Machine Learning – como parte da Inteligência Artificial – permite o desenvolvimento dos melhores modelos de automação de Digital Twins. Ou seja, como complemento à Inteligência Artificial, o machine learning possibilita mais previsibilidade do que está sendo criado. 

Além disso, o machine learning pode ser ricamente explorado para medir a vida útil do equipamento, níveis de estoque e ainda treinar a eficiência.

 

3. Internet das Coisas

Já a Internet das Coisas (IoT) tem o papel de coletar dados operacionais, essenciais para o Gêmeo Digital. É por meio da IoT que os desenvolvedores conseguem mapear o comportamento de um equipamento em campo ou até de colaboradores e consumidores.

 

Saiba mais

Conheça melhor o Machine Learning!

 

Como o MATLAB e o Simulink podem ajudar nisso?

Como dissemos no início, para trabalhar com a criação de gêmeos digitais, são necessários softwares especializados, que sejam robustos o suficiente para atender à complexidade do processo, ao mesmo tempo práticos e intuitivos para facilitar o uso de todos (mesmo com diferentes níveis de experiência).

Além disso, é importante que a ferramenta utilizada disponibilize um simulador que ofereça resultados precisos.  Para esse tipo de demanda, o MATLAB & Simulink são os programas ideias. 

O MATLAB processa cálculos numéricos complexos, desenvolve matrizes, cria aplicativos, entre outras aplicações. Já o Simulink, simula, modela e analisa sistemas complexos com alta precisão. Com os dois, os usuários conseguem trabalhar todas as tecnologias necessárias para criar um Gêmeo Digital.

 

Conheça o software que permite essa inovação na sua empresa!

 

Chegamos ao fim do nosso artigo! Concluímos que o Digital Twin possibilita o aperfeiçoamento de produtos, reduz a possibilidade de erros, faz com que o item esteja no mercado em tempo ágil, eleva a eficiência e ainda reduz custos.

Para conhecer E testar gratuitamente o MATLAB, clique no link abaixo:

 

QUERO TESTAR O MATLAB

 

————————————–

 

Veja também

Fique por dentro das novidades do OPENCADD e saiba como investir em inovação digital para a sua empresa!

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »