Manutenção preditiva: o que é e como funciona

Manutenção preditiva: o que é e como funciona

8 minutos de leitura


O funcionamento constante  das máquinas no dia a dia de uma indústria é fundamental para manter processos e resultados satisfatórios. Para preservar e aumentar a vida útil dos equipamentos, a manutenção preditiva se faz necessária, uma vez que ela previne contra custos imprevisíveis, perda total do equipamento e atrasos em toda a cadeia de produção. 

Essa forma de manutenção é um tipo de monitoramento de rotina que foca no desempenho de máquinas e equipamentos. Ela reduz a ocorrência de falhas, desgastes, danos gerais e identifica pontos que necessitam de ajustes ou manutenções, economizando custos, eliminando manutenções desnecessárias e paradas inesperadas.

Neste artigo, iremos esclarecer todos os pontos importantes da manutenção preditiva. Como ela pode ser uma aliada para prever erros, gastos e preservar tempo nos processos regulares da empresa.

Confira alguns tópicos abordados:

  • O que é manutenção preditiva
  • Qual a importância de fazer a manutenção
  • Por que a manutenção preditiva deve ser feita
  • Como funciona a manutenção

Vamos ao que interessa? 

O que é manutenção preditiva

Esse tipo de manutenção utiliza algoritmos que, durante o acompanhamento contínuo, consegue prever quando e se um determinado equipamento vai quebrar. A inspeção define o estado futuro do equipamento por meio da coleta de dados ao longo do tempo.

Ou seja, o equipamento é monitorado não só quando está prestes a falhar ou somente quando necessário, mas sim de forma antecipada através de análise, constância e precisão. Essa estratégia de monitoramento traz economia de gastos e evita incômodos na produção, como o tempo perdido em manutenções ou paradas forçadas das máquinas.

Os dados coletados na manutenção preditiva são enviados para softwares de análise que permitem um diagnóstico muito mais preciso da máquina. Seus resultados mostram uma avaliação geral e também de peças individuais. 

+ Veja também: Software de Manutenção Preditiva

Qual a importância de fazer a manutenção

O principal motivo que torna a manutenção preditiva tão essencial para a sua empresa, é sua capacidade de prever os problemas dos equipamentos antes que eles de fato aconteçam

Essas análises mostram com clareza a deterioração e possíveis falhas do maquinário. Além de determinar o tempo de vida útil dos equipamentos, também mostra quais as condições necessárias para eles serem aproveitados

Os registros feitos pela manutenção determinam dados importantes como:

  • Alterações nos níveis da vibração de máquinas rotativas;
  • Contaminações em óleos lubrificantes e hidráulicos;
  • Alterações nos níveis de pressão;
  • Desgaste de superfícies do equipamento;
  • Variações anormais na temperatura em maquinários mecânicos e elétricos.

Você também pode gostar:

Confira os 4 passos que você deve superar para implementar a manutenção preditiva na sua empresa!

Por que a manutenção preditiva deve ser feita

Separamos algumas vantagens específicas da manutenção preditiva para a sua empresa: 

1. Aumento da vida útil do equipamento

As peças deterioradas são substituídas antes que aconteça uma falha grave no equipamento, causando perda total do maquinário e até mesmo afetando as últimas produções com itens imperfeitos. Além disso, as peças mais importantes são preservadas, evitando assim a perda das mesmas 

2. Redução do tempo de parada de produção

Como a manutenção prevê as falhas antes que elas aconteçam, e o diagnóstico não é feito somente depois do dano, o tempo em que a máquina fica parada é reduzido, garantindo que a produção não seja afetada por paralisação. 

Além disso, quando for necessário a sua paralisação, é possível que haja uma programação prévia, podendo escolher o dia e horário mais conveniente para a rotina da empresa. Podemos citar por exemplo, dias em que não há tantos operários em trabalho e que, portanto, não terão o trabalho prejudicado pela paralisação da manutenção. 

3. Aumento do retorno do investimento

A redução de perdas inesperadas e a racionalização na compra de peças, asseguram o retorno do investimento nessa manutenção.

4. Redução de custos e aproveitamento das peças

A manutenção garante que somente as peças deterioradas sejam trocadas, evitando que haja danos naquelas que estão ainda em bom estado, aproveitando  a vida útil dos componentes dos equipamentos ao máximo. 

Implantar um sistema de manutenção preditiva envolve alguns desafios. Neste conteúdo gratuito, você aprende como superar 4 grandes obstáculos. Baixe clicando neste link ou na imagem abaixo:

Como funciona a manutenção

Para a manutenção, os gestores determinam qual a frequência, a forma de registro e o responsável pela inspeção de cada tipo de equipamento e máquina na empresa. 

Os sensores coletam informações minuciosas e detalhadas sobre as condições, o nível de performance e os sinais perceptíveis e imperceptíveis que a máquina emite. 

As principais técnicas utilizadas para fazer a manutenção preditiva são:

1. Análise de vibração

Muito comum na manutenção preditiva, essa técnica analisa a taxa de vibração do equipamento por meio de suas partes móveis e possíveis falhas nos componentes rotativos. 

Ela identifica defeitos e erros como desbalanceamento de massa, desgastes dos rolamentos e engrenagens, falta de lubrificação, desalinhamento de eixos, etc.

2. Ultrassom

O ultrassom detecta precocemente o vazamento em máquinas e é aplicado principalmente em sistemas de ar-comprimido e em transporte de gases e vapores. A técnica também pode detectar a fuga de corrente elétrica, deterioração de revestimentos, defeitos em soldas, e outros.  

O ultrassom ajuda a evitar custos desnecessários, promove economia de energia e evita paradas inesperadas na produção.

3. Termografia

A técnica registra, identifica e monitora o grau de temperatura emitida pelo maquinário. Um sensor mede a taxa de radiação térmica liberada por todos os corpos em seu campo de análise. 

Com a termografia é possível identificar distúrbios, vazamentos em máquinas seladas, pontos de sobreaquecimento em equipamentos eletrônicos, etc. 

4. Análise de óleo

A técnica analisa as propriedades lubrificantes em laboratório, verificando a existência de detritos e contaminantes. 

Por meio da avaliação das partículas presentes no óleo, é possível a identificação dos componentes que causam o desgaste do equipamento. 

Análise de óleo também detecta, de forma geral, falhas nas engrenagens, oxidações e depreciação de aditivos. 

Chegamos ao fim do nosso post! Espero que você tenha aprendido mais sobre a importância dessa forma de manutenção para o aumento de produtividade na empresa. 

Quer saber ainda mais sobre o assunto e como superar os obstáculos para fazer a implementação da manutenção preditiva na sua empresa? Temos um ebook com tudo que você precisa saber!

Baixe agora nosso ebook gratuito! 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »