Redução do desperdício de comida através de Análise de Dados

Redução do desperdício de comida através de Análise de Dados

Por Lisa Harvey 

(Autora contribuinte da comunidade MATLAB, blogger da MathWorks)

 

Desperdício de comida é uma preocupação global. Afeta diretamente nosso meio ambiente pela emissão de gases de efeito estufa em aterros sanitários. Isso sem falar na imensa quantidade de água necessária que é gasta na produção de comida que, no final do ciclo, não é aproveitada.

Fatos sobre o desperdício de alimentos
  • Cerca de 1/3 de toda a comida produzida no mundo para consumo humano todos os anos – aproximadamente 1.3 bilhões de toneladas – se perde ou é descartada (Dados da Food and Agriculture organization of the United Nations)
  • Cerca de 95% dos alimentos descartados acabam em aterros sanitários e uma vez nestes locais a comida produz gás metano, que contribui para o efeito estufa e mudanças climáticas (Dados da US Environmental Protection Agency)
  • Alimentos cultivados e descartados resultam em um enorme desperdício de água também. De acordo com o Smithsonian.com, jogar uma maçã no lixo representa jogar fora 25 galões (cerca de 94 litros) de água diretamente no ralo; já meio quilo de carne descartado é o mesmo que despejar 1800 galões (cerca de 6.800 litros) de água no ralo.

O desperdício de comida acontece ao longo de toda a cadeia produtiva – produtores, distribuidores, restaurantes e consumidores – e muitos setores tem utilizado a tecnologia para enfrentar este problema. Para mercados, reduzir do desperdício de comida não é bom somente para o meio ambiente, mas também ótimo para suas finanças. Muitos mercados tem implementado programas para reduzir o desperdício, desde o gerenciamento da cadeia de suprimentos até promoções direcionadas para vender a comida fresca antes do vencimento da data de validade.

Abordagem de mercado

De acordo com um novo ranking de supermercados desenvolvido pelo The Grocer, Tesco (multinacional varejista britânica), é a empresa que tem feito o melhor trabalho no combate ao desperdício de alimentos. Segundo especialistas

A abordagem pioneira da Tesco sobre o desperdício de alimentos nas lojas e ao longo de toda a cadeia produtiva, rendeu elogios por sua transparência, inovação, comprometimento e resultados. Os níveis de investimento e a seriedade com a qual a Tesco está enfrentando o desafio são inigualáveis.

A Tesco adotou uma abordagem multi-facetada, incluindo parcerias como a distribuição de comida para caridade e promoções de vegetais esteticamente imperfeitos a preços reduzidos. Eles adotaram também a análise de dados para reduzir o desperdício ao longo de toda a cadeia.

Uso de análise de dados para a redução de desperdício de alimentos

A Tesco utiliza dados para a redução do desperdício de alimentos. O sistema de pedidos da Tesco processa cerca de 55 milhões de quilos de alimentos todos os dias. A empresa utilizou análise de dados para aumentar a cadeia de suprimentos e reduzir o desperdício. Seu sistema utiliza centenas de terabytes de dados coletados de diversas lojas para desenvolver, treinar e testar seus algoritmos.

A Tesco utiliza também dados de previsão do tempo para prever de forma mais precisa como a demanda por comida pode variar. O senso comum diz que pessoas compram mais saladas em finais de semana quentes durante o verão. Os dados dizem exatamente quanto mais de salada: 42%. Este método ajuda a minimizar o desperdício de alimentos assegurando a quantidade correta de produto disponível em cada localidade.

A Tesco também desenvolveu um sistema para determinar o quão agressiva tem que ser a redução de preços em produtos com data de validade próxima. O objetivo é vender os produtos antes que eles precisem ser descartados por vencimento.

Baseado no estoque remanescente  e modelos de taxa de vendas de produtos, os algotitmos do MATLAB ajustam os preços ao longo do dia em cada loja. A Tesco utiliza tratamento de dados e machine learning para entender e melhorar a efetividade do processo de redução de preços.

Os efeitos da redução dos preços variam de acordo com as taxas de vendas dos produtos. Esta figura mostra que o aumento da taxa de vendas é mais uniforme para produtos de vendas rápidas. Esta figura faz parte da apresentação da Tesco na MATLAB UK Expo.

 

 

 

 

A prova está nos números

Uma coisa é usar dados para tomar decisões. Outra é mostrar os dados sobre suas conquistas. A Tesco foi a primeira empresa a publicar seus dados sobre desperdício de alimentos. Com o sistema de ajustes de preços em vigor, a Tesco reduziu as perdas em 2% ao ano. De acordo com RetailWeek:

“… os algoritmos desenvolvidos pelo time de análise de dados da cadeia de suprimentos da Tesco criam descontos que são transmitidos a dispositivos portáteis nas lojas, evitando cerca de £30 milhões de desperdício nos estoques por ano. Ao utilizar análise de dados, a empresa também melhorou os níveis de estoque nos depósitos de distribuição, economizando cerca de £50 milhões anualmente.

Texto traduzido do original em inglês encontrado no site da MathWorks.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »