fbpx

Smart Manufacturing e IoT

Internet das coisas
Entenda como as indústrias podem se aproveitar da técnica de Internet das Coisas para tornar seu processo produtivo mais eficiente
(por Silvia Lavagnoli)
IoT

Como o próprio nome sugere, Internet das Coisas é a forma como os objetos se conectam e se comunicam. Dos pilares da Indústria 4.0, o IoT (do inglês – Internet of Things), é o provavelmente o que mais faz parte de nossas vidas cotidianas. Relógios que se conectam a smartphones que por sua vez controlam TVs, são exemplos de IoT. As informações fornecidas por assistentes virtuais, como a Siri da Apple, também envolvem a internet das coisas, uma vez que trabalham o cruzamento de dados coletados de praticamente qualquer device eletrônico.

Não há dúvidas que a Internet das Coisas proporciona mais conforto e praticidade para o nosso dia-a-dia. Mas a pergunta é: como essa técnica pode trazer mais produtividade e lucro para as indústrias? A resposta está em Smart Manufacturing.

 

Smart Manufacturing

Smart Manufacturing é uma aplicação específica de IoT que utiliza máquinas conectadas à internet para monitorar os processos produtivos. O objetivo de Smart Manufacturing é identificar as oportunidades de automatizar operações e utilizar análise de dados para melhorar a performance de produção.

Em termos práticos, sensores inteligentes instalados nas máquinas coletam dados que são processados por softwares específicos. Esses softwares, por sua vez transformam os dados em informações relevantes para o controle das unidades produtivas.

Hoje a automação das indústrias é capaz de responder a perguntas como “o que está acontecendo”, “o que aconteceu” e “por que aconteceu”. Smart Manufacturing, por sua vez, chega para responder questões referentes a “o que acontecerá”.

Isso traz à tona a questão da manutenção preditiva, por exemplo, na qual os dados coletados em um equipamento servem para calcular quando esta máquina vai necessitar de manutenção. Desta forma a indústria pode programar as manutenções da forma mais conveniente, evitando interrupções desnecessárias na produção.

Sistemas de Smart Manufacturing são capazes também, por exemplo, de solicitar matéria-prima automaticamente aos fornecedores à medida que detecta que os estoques estão baixos. Podem realocar os equipamentos para otimizar a produção e atender mais rapidamente os pedidos dos clientes, assim como organizar a rede de distribuição quando os pedidos estiverem prontos.

Os desafios da adoção do Smart Manufacturing e IoT nas indústrias residem em geral na falta de interoperabilidade dos equipamentos e da complexidade dos modelos preditivos. Nesse sentido, a OPENCADD possui a melhor equipe técnica para auxiliar sua indústria, através do desenvolvimento de projetos que apontarão como e onde implantar os sensores e como coletar e processar os dados relevantes para otimizar sua linha de produção.

Entre em contato conosco!

 

Silvia Lavagnoli é gerente de marketing da OPENCADD e atua no segmento de tecnologia há 12 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »