Tecnologia industrial: o que é e como aplicar para automação

Tecnologia industrial: o que é e como aplicar para automação

5 minutos de leitura


Está pensando em investir em tecnologia industrial para sua empresa mas ainda não sabe como ela funciona? O mercado industrial está cada vez mais competitivo e exige que as empresas tenham processos automatizados, rápidos e produtivos

Neste artigo, vamos te contar sobre o que é e como essas inovações tecnológicas podem ter um impacto positivo no rendimento da sua empresa. 

Além disso, também iremos mostrar quais os tipos de tecnologias disponíveis no mercado e como aplicar para automação industrial, para que você descubra quais as melhores para sua empresa. 

Confira os temas que abordaremos:

  • O que é tecnologia industrial
  • Tipos de tecnologias industriais
  • As vantagens de usar automação na indústria
  • Tipos de projetos para usar a automação

Vamos ao conteúdo!

O que é tecnologia industrial?

Tecnologia industrial é entendida como o conjunto de avanços tecnológicos que acontecem nas indústrias para que os processos de produção se tornem mais rápidos, mais simples e mais eficientes. Com isso, empresas dos mais variados segmentos conseguem aumentar produtividade, resultados e – principalmente – faturamento.

Também conhecida como Indústria 4.0, o atual estágio da tecnologia industrial se caracteriza principalmente pelo uso de sistemas ciberfísicos, ou seja, sistemas que integram tanto coisas físicas quanto virtuais.

Isso, permite que, em vez de simplesmente realizar alterações nos processos diretamente na planta ou em sua linha de produção física, com risco de efeitos não desejáveis, é possível já ter partes dessas implementações de processos em forma de simulação com o tratamento antecipado dos dados e modelos físicos digitais do maquinário. 

Ou seja, é um uso muito mais avançado de ferramentas de tecnologia, feito para auxiliar na estratégia de melhoria do processo sem a necessidade de paralisar a operação ou causar algum problema real.

Conheça mais sobre as inovações tecnológicas abaixo.

Tipos de tecnologias industriais

1. Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IoT ou Internet of Things em inglês) é a conexão de dispositivos, instrumentos e máquinas com uma rede de computadores, por meio da internet. Isso possibilita a comunicação entre máquinas e pessoas, analisando, coletando e trocando dados em tempo real.

Mais do que coisa de filme de ficção científica, a Internet das Coisas tem se tornado cada vez mais parte da realidade, com geladeiras que mandam um aviso em seu celular, sinalizando que algum item acabou, ou carros com serviço de Assistente Pessoal que auxilia o condutor em casos de emergência com disponibilidade, em algumas montadoras, de 24 horas e 7 dias por semana. 

Com a presença cada vez mais integrada da internet na vida das pessoas, podemos dizer que essa tecnologia vai se tornar ainda mais comum em pouco tempo, o que a tornará inevitável em seu negócio

2. Robótica

A robótica é uma tecnologia em que as máquinas desempenham ações de repetição de forma coordenada e automatizada.

Numa das definições mais aceitas, a robótica é uma prática interdisciplinar que mescla eletrônica, mecânica, computação e informação.

Essa tecnologia permite às diferentes indústrias grande economia de tempo, redução de custos e de impacto no meio ambiente, processos mais aperfeiçoados e livres de erros, além da manutenção quase ininterrupta dos processos de produção.

Hoje, as indústrias que mais utilizam essa tecnologia são a automotiva, eletroeletrônica, metal/máquinas, cosméticos, indústria farmacêutica, embalagens e outras, utilizam robótica para automatizar processos sem a interferência humana.

3. Machine Learning

O Machine Learning é uma tecnologia que automatiza robôs e outras máquinas, que são programadas para aprender a partir da análise de informações. 

Essa tecnologia – também chamada de Aprendizado de Máquina – fornece respostas automatizadas, reconhecendo padrões, melhorando performance, tomando decisões e, inclusive, trazendo mais precisão durante a manutenção preditiva.

Com esta programação, as máquinas aprendem e absorvem informações constantemente e assim há uma redução de problemas nos processos de uma indústria.  

Entre alguns dos benefícios para a indústria, podemos citar:

  • Processos automatizados de verificação, monitoramento e, se necessário, modificação.
  • Customização e adequação na produção de produtos.
  • Automação de processos de produção (fábricas inteligentes).
  • Interação, por meio da internet, entre humanos, hardware e softwares.

4. Computação em Nuvem

A computação em nuvem – ou Cloud Computing – oferece alta capacidade de armazenamento e processamento de dados de forma remota e segura, podendo ser acessada a qualquer hora, de qualquer lugar, somente pelas pessoas autorizadas.

Essa forma de armazenamento facilita a rotina de empresas e indústrias, trazendo uma série de benefícios, como:

  • Ganho de agilidade no acesso às informações; sempre a um clique de distância.
  • Redução de custos com equipamentos, backups e servidores próprios, economia de gastos com manutenção e atualização de equipamentos e ganho exponencial de escala, uma vez que não depende da infraestrutura própria da empresa.
  • Segurança na informação, já que conta com sistemas mais sofisticados (e constantemente atualizados) dos provedores contratados, além da garantia de segurança dos dados e sua integridade em invasões ou desastres de qualquer natureza.

5. Sistemas Ciberfísicos

Estes sistemas são formados por recursos de controle, computação e comunicação, que transferem, por meio de processos físicos e redes, alguns funcionamentos do mundo real para o digital.

Com os Sistemas Ciberfísicos, as decisões são tomadas a partir de análises de risco e simulações digitais. Eles previnem erros e colaboram para ações mais assertivas nos processos, ao realizarem ajustes de forma automática, a partir de possíveis alterações que possam ocorrer.

Na indústria, os Sistemas Ciberfísicos – ou CPS – podem ser úteis para:

  • Ponte para implementação de tecnologias como Machine Learning, Robótica e Internet das Coisas.
  • Monitorar equipamentos, auxiliando nos processos de manutenção preditiva.
  • Melhoria nos processo de produção, por meio do compartilhamento de dados.
  • Facilitação na comunicação entre diferentes stakeholders do negócio.
  • Acompanhamento de toda a cadeia produtiva, permitindo a coleta de informações e a identificação de falhas em cada etapa.

As vantagens de usar a automação na indústria

O investimento em tecnologias industriais e automação proporciona inúmeros benefícios para os processos produtivos e, consequentemente, para o faturamento de uma empresa.

Além de resultados de curto prazo, essas tecnologias também recompensam – e muito – no longo prazo. 

Separamos algumas vantagens específicas para você conhecer. 

1. Otimização da produção

Esta é uma das vantagens que mais se destacam na automação industrial, com o aumento da produção em termos de eficiência e escala. Considerando que as máquinas funcionam 24 horas por dia e possuem processos mais rápidos, a manutenção preditiva, presente na automação, avalia e antecipa as possibilidades de falha do equipamento, agendando manutenções programadas e evitando danos maiores.

Além disso, as tecnologias aqui citadas melhoram a qualidade dos processos fabris e, devido à infraestrutura inovadora, aumenta consideravelmente a qualidade do trabalho dos funcionários.  

2. Redução de erros humanos

Todo ser humano está propenso a erros, e o investimento em tecnologias industriais se apresenta com uma solução eficiente para a redução desse risco. Ao seguir as orientações programadas, com a integração de softwares avançados e sensores, as máquinas operam de forma autônoma e quase livre de falhas.

Neste contexto, o papel do funcionário é monitorar o software, hardware e/ou robô, garantindo que ele opere de acordo com o que foi estabelecido.

3. Qualidade de vida e segurança dos funcionários

Essas tecnologias tiram dos funcionários a responsabilidade de operar atividades perigosas. Isso reduz as chances de acidentes e garante a segurança dos funcionários e dos processos. Além disso, evita a síndrome de “Tempos Modernos” presente no filme de Charles Chaplin, que se trata da repetição do mesmo trabalho manual, trazendo problemas para a saúde.

Assim, as vantagens de investir nessas tecnologias vão além do faturamento, gerando também grande melhora para a qualidade de vida e satisfação no trabalho dos funcionários.

4. Redução de custos

A redução de custos e do desperdício de materiais também é um dos principais benefícios da tecnologia industrial na sua empresa.

Somando isso ao aumento da produção, economia de tempo e redução do consumo de energia, o investimento nessas tecnologias mostra-se um excelente custo-benefício.

Chegamos ao fim do nosso artigo. Espero que você tenha aprendido mais sobre tecnologias industriais, fundamentais para ter vantagem no mercado, automatizar a produção e aumentar os ganhos da sua empresa.

Não é novidade que a tecnologia é fundamental para mover ideias e projetos. Por isso, se torna essencial ter como aliada, uma ferramenta inovadora e precisa para tirar o planejamento do papel. A OPENCADD ajuda você a tornar o impossível possível e o difícil, mais fácil. Estamos aqui para ajudar você a revolucionar o seu jeito de trabalhar e construir grandes projetos! 

+ Veja também: Software de Manutenção Preditiva

Leve a sua empresa para o futuro com as soluções MathWorks. 

Fique conectado às novidades e conteúdos da OPENCADD. 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »