Você sabia que você consome software todos os dias, da mesma forma que você consome energia?

Você sabia que você consome software todos os dias, da mesma forma que você consome energia?

3 minutos de leitura

Pois é, a utilização de software está mais presente na vida atual das pessoas, do que o imaginado por nós. A tecnologia abre diversas oportunidades. Saiba mais sobre o tema na Live promovida pela OPENCADD, clicando direto sobre a imagem.


Por Viviane Nunes

Há mais de 200 anos, a energia elétrica surgiu e passou a ser usada pela população. E, há mais de cem anos, os softwares começaram a ser estudados, por aquela que muitos consideram a primeira programadora do mundo: a condessa Ada Lovelace (1815-1852), matemática, filha do célebre poeta romântico inglês Lord Byron. Hoje, basicamente todos os aparelhos usados por nós fazem uso de algum programa. É a chamada Quarta Revolução Industrial.

Vamos para um exemplo bem simples, para depois chegarmos a temas mais complexos. Uma das mais rápidas formas de comunicação, da atualidade, é o WhatsApp. De acordo com a Revista Forbes, no ano de 2020, este aplicativo atingiu a marca de 2 bilhões de usuários. Só no Brasil, segundo o IBGE, no ano passado, o número de usuários de WhatsApp foi de 181 milhões de pessoas. Ou seja: boa parte  da população brasileira, com mais de 10 anos de idade. Nosso país é o quarto usuário de tecnologia do mundo!

Outro arquétipo é o aplicativo Uber, que revolucionou a maneira de transporte das pessoas: ao invés de comprar um carro, utiliza-se o carro de alguém. O sentimento de ter mudou para o sentimento de posse. Pesquisas mostram que jovens entre 18 e 30 anos preferem não ter seu próprio carro, mas usar aplicativos que lhe permitam a locomoção, sem as básicas preocupações de manutenção de um veículo. (sem contar que o aplicativo ajudou milhares de pessoas a ter uma fonte de renda). Aliás, existem estudos que, se uma pessoa se locomove menos de 70 quilômetros por dia, para ir ao trabalho, é mais compensatório ‘ir de aplicativo’ do que com seu carro próprio. E, ainda sobram R$ 5 mil no bolso, no final do ano…

Indo para o lado empresarial, é muito mais eficiente, eficaz e econômico contratar uma licença, para realizar um determinado trabalho e, assim, focar no próprio negócio. O ‘uso do software como serviço’ é importante, pois reduz tempo de atividades e facilita a rotina, além de proporcionar uma dinâmica mais rápida de processos e um menor (TCO) Custo Total de Propriedade (do inglês total cost of ownership). E, na vibe do mercado, se você não for rápido, alguém será e certamente levará embora seu cliente.

Ainda, falando de software como serviço na área de educação, a Opencadd comercializa uma solução chamada Campus Wide License, que é a utilização do MATLAB, ferramenta mais clássica para modelamento matemático, com mais de 100 toolboxes. E, neste período de pandemia, salvou a educação de centenas de estudantes, por proporcionar o ensino à distância.

Software por Assinatura

Entenda o formato mais adequado para sua empresa e saia na frente

Em 2030, a previsão é de que existirão robôs semelhantes aos seres humanos, convivendo pacificamente, impulsionados por 5G, Inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT) e Inteligência das Coisas. Surgirão cidades sensitivas, não apenas digitais, que facilitarão a vida do ser humano. Sim, os robôs terão vida social! Na verdade, já têm, a exemplo da querida Alexa que, incrivelmente, é capaz de manter uma conversa com começo, meio e fim. E, ainda, expressar seus sentimentos.

Vamos nos preparar!


Viviane Nunes é jornalista e colabora com a OPENCADD com trabalhos de assessoria de imprensa, redes sociais e organização de eventos.
(Assessoria de Imprensa: VN Comunicações – 11 97620 6208 | viviane@vivianenunes.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »